Novo Asteroide descoberto pela Nasa

 Conceito artístico de 'Oumuamua

 

DESCOBERTA

O primeiro asteroide interestelar, 1l/2017 U1 'Oumuamua foi descoberto em 19 de Outubro de 2017, pelo telescópio Pan-STARRS1 Universidade do Havaí. Originalmente classificado como cometa, observações não revelaram sinais de atividade como nos cometas, assim que ele se aproximou do Sol em Setembro, numa velocidade de 87.3 quilômetros por segundo!

 

INFORMAÇÕES

O primeiro objeto confirmado de outra estrela a visitar nosso sistema solar, esse "invasor" interestelar parece ser rochoso com um brilho avermelhado. O asteroide, chamado de 'Oumuamua pelos seus descobridores tem em torno de 400 metros de comprimento, e é extremamente alongado. É diferente que qualquer asteroide observado no nosso sistema solar até hoje. Enquanto seu formato é surpreendente, diferente que qualquer um já visto por aqui, ele pode dar novas pistas sobre como outros sistemas solares se formaram.
 

As observações sugerem que esse objeto tem vagado pela Via Láctea, solto de qualquer sistema estelar, for centenas de milhões de anos antes de encontrar nosso sistema. "Por décadas temos teorizado que objetos assim estão lá fora, e agora, pela primeira vez, nós encontramos evidência que eles existem," diz Thomas Zurbuchen, administrador associado do Diretório de Missão de Ciência da Nasa, em Washington.

 

Visão animada da órbita do asteroide.

 

 

Logo após sua descoberta, telescópios do mundo todo, includindo o "Very Large Telescope" do ESO no Chile, entraram em ação para medir a órbita do objeto, assim como sua cor e brilho. Essa observação urgente era vital para conseguir os melhores dados.

 

Esses dados combinados mostraram que a variação de brilho de 'Oumuamua é bem grande, e que sua rotação é de 7,3 horas. Nenhum asteroide ou cometa do nosso sistema solar varia tanto em brilho. Essa variação aponta o quão alongado o objeto é: 10 vezes maior em comprimento do que largura, com uma forma complexa. Também foi descoberto que possui uma cor avermelhada, similar a objetos nos extremos do sistema solar, e com nenhum sinal de poeira ao redor dele.


Isso sugere que 'Oumuamua é denso, composto de rocha e possivelmente metal, não possui água ou gelo e sua superfície é avermelhada devido aos efeitos da radiação cósmica que recebeu em milhões de anos.

 

 

 

'Oumuamua passou a órbita de Marte em 1 de novembro, e passará a de Júpiter em Maio de 2018. A de Saturno será em Janeiro de 2019, enquanto sai do nosso sistema solar, em direção a constelação de Pegasus. 

 

Cálculos orbitais preliminares sugerem que o objeto veio aproximadamente da direção da estrela brilhante Vega, no noroeste da constelação de Lyra. Entretanto, levou muito tempo para que o objeto fizesse a jornada. Mesmo na velocidade de 26.4 quilômetros por segundo, a estrela Vega não estava naquela posição quando o asteroide saiu de lá, em torno de 300.000 anos atrás!

 

Astrônomos estimam que um asteroide interestelar como o "Oumuamua passa por dentro do nosso sistema solar 1 vez por ano, mas são difíceis de detectar. Apenas recentemente com telescópios mais avançados é que podemos verificar quando eles passam.

 

 

O QUE SIGNIFICA 'OUMUAMUA

O objeto foi oficialmente nomeado asteroide interestelar 1l/2017 pela União Internacional Astronômica, que é responsável a dar nomes oficiais a corpos do sistema solar e além. Em adição ao nome técnico, o time do telescópio Pan-STARRS o apelidou de 'Oumuamua (pronunciado Ou MUU-ãh MUU-ãh), que é o nome havaiano para "um mensageiro de longe que chega primeiro"

 

 

Traduzido e adaptado por Scott Martins do site da Nasa.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

últimas notícias
Please reload

curta nossa fan page
escute nossa playlist
categorias
tags